BANNER AUTOWILLE

Lições de Marketing através do Comportamento de minha cachorra “Bia”

0

No mundo do marketing, é comum encontrar analogias interessantes que nos ajudam a compreender melhor os princípios e estratégias envolvidos nessa área. Uma delas é observar o comportamento de minha cachorra “Bia”, que pode nos ensinar valiosas lições sobre como captar a atenção do público e proporcionar uma experiência positiva aos clientes. Neste texto, exploraremos o exemplo da “Bia” saltitante na janela para ilustrar a máxima do marketing: quem não se faz visto não será lembrado. Vamos descobrir como o comportamento dela nos revela aspectos importantes na comunicação e na interação com os consumidores.

Seja visto, seja lembrado:

Imagine-se sentado à mesa, desfrutando de uma refeição tranquila. De repente, sua cachorra começa a pular freneticamente na janela, buscando chamar sua atenção. Esse comportamento pode parecer irritante no início, mas nos traz uma importante lição de marketing. Assim como a cachorra, as marcas e empresas precisam se fazer notar para serem lembradas. É necessário criar presença e visibilidade, estar presente nos canais de comunicação e nos momentos relevantes da vida do consumidor. 

Instigue os clientes à ação:

 Apesar de sua chatice inicial, a cachorra sabe como alcançar seu objetivo: conseguir comida. Ela entende que, ao se mostrar e chamar a atenção, terá mais chances de obter o que deseja. Essa estratégia da cachorra é semelhante à das empresas que investem em propaganda. Elas sabem que precisam interromper os consumidores em seus momentos de lazer, como assistir a um filme na TV, navegar nas redes sociais ou assistir a vídeos no YouTube. A propaganda pode parecer incômoda no começo, mas se bem executada, pode gerar interesse e levar à ação do cliente.

Experiência Positiva:

No entanto, a cachorra compensa seu comportamento pulante sendo extremamente amável e carinhosa quando está próxima de nós. Ela sabe conquistar nossa afeição e guarnecer nosso quintal, o que torna suas aparições na janela durante nossas refeições toleráveis. Essa é uma lição crucial para as empresas: a chatice da propaganda frequente deve ser compensada com uma experiência de compra positiva. O cliente precisa sentir que vale a pena interromper seu momento de lazer para se envolver com a marca ou adquirir um produto. A qualidade do serviço, o atendimento personalizado e a satisfação geral são fatores que ajudam a equilibrar essa relação.

Canal certo:

A “Bia” percebe que se for na porta, não conseguirá efeito positivo a seu favor, porque as portas estão sempre fechadas. A janela está sempre aberta e, vez por outra, ela nos jota olhando para ela. E em não raras as vezes, vamos até lá e jogamos alguns petiscos a ela. Você precisa ir pro espaço certo para chegar aos clientes. Estão estão os seus clientes? Instagram? YouTube? Em frente a Tv? Ouvindo rádio? Onde eles estão?

A cachorra saltitante na janela nos ensina que, no mundo do marketing, é essencial se fazer notar para ser lembrado. Assim como ela, as marcas e empresas precisam encontrar maneiras criativas e estratégicas de chamar a atenção dos consumidores. No entanto, é importante lembrar que a chatice da propaganda constante deve ser equilibrada com uma experiência de compra positiva. Proporcionar valor, qualidade e satisfação ao cliente é fundamental para que a interrupção seja bem recebida. Ao aplicarmos essas lições, podemos criar estratégias de marketing eficazes.

Texto: Fernando Pereira

PASTELARIALOPES

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

error: Content is protected !!